Sábado, 20 de Julho de 2024
22°

Tempo nublado

Maceió, AL

Política Segurança

Número de homicídios recua 6,6% em Alagoas no primeiro semestre

Trata-se da segunda maior redução de toda a série histórica, iniciada em 2012

04/07/2024 às 08h01 Atualizada em 04/07/2024 às 08h02
Por: Julita Bittencourt Fonte: Agência Alagoas
Compartilhe:
Foto: Pei Fon
Foto: Pei Fon

Alagoas apresentou uma queda de 6,6% no número de homicídios - os chamados crimes violentos letais intencionais (CVLI) - no primeiro semestre deste ano, ante o mesmo período de 2023. De acordo com os dados, nos seis primeiros meses de 2024 foram registrados 548 assassinatos no estado, contra 585 no mesmo período do ano passado. Trata-se da segunda maior redução de toda a série histórica, iniciada em 2012.

Naquele ano, Alagoas registrou 1.181 CVLI. Comparando os dois períodos, a redução no primeiro semestre de 2024 foi de 53,6%. Os números são do Relatório do Núcleo de Estatística e Análise Criminal da Secretaria da Segurança Pública (SSP) e foram apresentados nesta quarta-feira (3), pelo governador Paulo Dantas.

Maceió registrou 184 mortes violentas intencionais no primeiro semestre, uma redução de 9,36% em relação às 203 mortes ocorridas nos seis primeiros meses de 2023. Quando comparada a 2012, a retração foi de 60%.

Em Arapiraca, o segundo maior município do estado, houve um aumento de 19,51% no número de homicídios, que saltou de 41 no primeiro semestre de 2023, para 49 neste semestre. Na comparação com o início da série histórica, a redução foi de 26,87%.

Feminícidios 

Os dados da Segurança Pública também mostram que o número de feminicídios ocorridos no primeiro semestre caiu 16,67%, saindo de 12 casos nos seis primeiros meses do ano passado, para 10 este semestre. Quando comparado ao acumulado desde 2015, que registrou 13 casos, a retração foi de 23,08%.

Junho

Os dados apontam ainda que no mês passado, o número de crimes violentos letais intencionais apresentou uma redução 8,33%, saindo de 84 casos em junho de 2023, para 77 no mesmo mês de 2024. Quando comparado ao início da série histórica, a retração foi de 57,47%.

Em Maceió, o número de mortes intencionais caiu de 28 em junho do ano passado, para 24 em junho deste ano, uma redução de 14,36%. Ante a série histórica, a retração foi de 33,33%. Em Arapiraca, a retração no mês passado, quando foram registradas 6 mortes, foi de 40%. Na série histórica, o município apresentou uma queda de 64,71%.

O governador Paulo Dantas garantiu que Alagoas não voltará ao passado, quando se matava mais de 2,2 mil pessoas por ano. “Não vamos admitir que crimes de mando, coronelismo ou quem cometer qualquer tipo de crime fiquem impunes. Serão duramente punidos pela Secretaria da Segurança Pública, que encaminhará inquérito para o Ministério Público e posteriormente à Justiça”, garantiu.

O governador também lembrou que tem investido fortemente na área, inclusive com a contratação de policiais penais, científicos e militares – incluindo bombeiros. “E vamos fazer mais concursos adiante, incluindo para delegados, para ajudar a esclarecer ainda mais os crimes praticados por bandidos, para que a gente combata a impunidade”, anunciou. “Quem estiver pensando em cometer crime, desista, porque eu tenho certeza que o Estado de Alagoas vai agir de forma rigorosa ao senhor ou senhora que estiver pensando em cometer crime”, acrescentou.

Durante a coletiva, em que estiveram presentes secretários de Estado e a cúpula de Segurança Pública de Alagoas, a secretária de Estado de Prevenção à Violência, Paloma Tojal, anunciou a implantação, até o fim deste ano, do Ronda no Bairro no município de Arapiraca. A intenção é contribuir com a chamada polícia de proximidade.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários