Sábado, 20 de Julho de 2024
22°

Tempo nublado

Maceió, AL

Geral Auxílio

Com coleta de dados e de biometria, PF ajuda a identificar pacientes em hospitais de AL

Ação é em parceria com Ministério Público Estadual

03/07/2024 às 10h56
Por: Julita Bittencourt Fonte: Assessoria
Compartilhe:
Foto: PF-AL
Foto: PF-AL

A Polícia Federal, em cooperação com o Ministério Público Estadual, tem desenvolvido importante projeto para a sociedade, no que tange à identificação de pessoas desaparecidas ou com indicativo de desaparecimento dentro do contexto do Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos de Alagoas (PLID-AL).

Por meio da coleta de dados e biometrias de pessoas desaparecidas ou não identificadas, é possível confrontar as informações com os bancos de dados disponíveis e, assim, identificá-las e posteriormente auxiliar na localização de familiares.

No mês de maio, os Papiloscopistas Policiais Federais do NID/AL foram acionados pelo PLID/AL para realizar a coleta da biometria facial e papiloscópica de três pacientes internados em hospitais do estado, a fim de descobrir a real identidade deles.

Após esforços para identificar os pacientes pela equipe dos hospitais, no dia 13 de maio, os Papiloscopistas coletaram a biometria de um paciente internado no Hospital Médico Cirúrgico, porém, ainda não foi possível confirmar sua identidade. No mesmo dia, foi coletada a biometria do paciente admitido na UTI do Hospital Geral do Estado (HGE).

Após pesquisas nos bancos de dados, os Papiloscopistas Policiais Federais lograram
realizar a identificação do paciente.

No dia 14 de maio, os Papiloscopistas Policiais Federais se deslocaram para o Hospital Regional de União dos Palmares para identificar um terceiro paciente que, embora acordado, apresentava dificuldade de comunicação e discernimento. Com o prontuário da coleta das impressões digitais, os Papiloscopistas localizaram o registro civil nas bases de dados pesquisadas e, com isso, conseguiram identificá-lo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários