Sábado, 20 de Julho de 2024
22°

Tempo nublado

Maceió, AL

Geral Alagoas

HGE registra 239 atendimentos no último fim de semana de junho em Alagoas

As informações são do balanço divulgado nesta segunda-feira (1º)

01/07/2024 às 14h40
Por: Redação Fonte: Assessoria
Compartilhe:
Thallysson Alves/Ascom HGE
Thallysson Alves/Ascom HGE

O Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió, registrou 239 atendimentos, no último fim de semana de junho, conforme balanço divulgado nesta segunda-feira (1º). Do total de pacientes assistidos pelo hospital, 154 apresentavam casos clínicos, 73 estavam feridas em decorrência de acidentes, dez estavam lesionadas em razão de agressões, uma sofreu afogamento e uma atentou contra a própria vida.

Dos 41 usuários atendidos pelo HGE em razão de acidentes de trânsito, 18 foram motivados por colisões, 17 por queda de moto, quatro por atropelamentos e dois por queda de bicicleta. E das dez pessoas alvos da violência, quatro sofreram agressão corporal, três por arma de fogo e as outras três por arma branca.

“São casos que exigem atendimento especializado, com amparo de exames para auxílio de diagnósticos, os quais facilitam na decisão pela melhor conduta para o tratamento. No caso dos traumas, a maioria precisa do internamento para recuperação e intervenção por cirurgia, que pode ser de emergência ou de segundo tempo”, explicou o coordenador médico do HGE, Ricardo Calado.

E quanto às cirurgias, a maior unidade de Urgência e Emergência de Alagoas realizou uma no sábado (29) e sete no domingo (30). Em paralelo, a equipe médica viabilizou, nos dois dias, 59 altas hospitalares, internou mais 56 pacientes e transferiu 60 para outras unidades que disponibilizam leitos para o Sistema Único de Saúde (SUS) em Alagoas.

“Dos casos clínicos, a maioria apresenta como doença de base a hipertensão arterial e o diabetes. Desse modo, reforçamos a importância da prevenção como principal estratégia contra a hospitalização e todas as consequências desconfortáveis que podem causar. É importante que a população também faça a sua parte, eliminando atitudes que põem a saúde em risco”, pontuou o médico.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários