Sábado, 20 de Julho de 2024
22°

Tempo nublado

Maceió, AL

Geral Maceió

“Nunca vi um caso como esse", diz representante da ONU durante visita aos bairros afetados pela mineração da Braskem

Visita teve com objetivo dimensionar o desastre ambiental na capital alagoana

01/07/2024 às 08h23
Por: Julita Bittencourt Fonte: Assessoria
Compartilhe:
Foto: Ascom Defesa Civil Maceió
Foto: Ascom Defesa Civil Maceió

"Nunca vi um caso como esse", afirmou coordenadora residente da Organização das Nações Unidas (ONU) no Brasil, Silvia Rucks. A fala foi durante visita aos cinco bairros de Maceió afetados pela mineração de sal-gema feita pela Braskem.

Representantes da ONU estiveram na capital alagoana na tarde de domingo (30) para verem de perto a situação do desastre ambiental, que retirou mais de 55 mil pessoas de suas casas e comércios. 

Para Silvia Rucks, é um caso muito conhecido em todo o Brasil devido ao grande impacto socioambiental. "Já passei por várias experiências em desastres em todo o mundo e nunca vi um caso como esse”, ressaltou Rucks.

Antes da visita, a comitiva da ONU foi recebida pelo coordenador-geral da Defesa Civil Municipal, Abelardo Nobre, que apresentou o processo de monitoramento dos bairros afetados pelo afundamento do solo.

A comitiva também visitou o Centro de Acolhimento e Triagem da Defesa Civil (CAT), onde são realizados os atendimentos à população atingida. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Roosevelt Há 3 semanas São PauloDesastre natural. acomodação de placas. Isso vem acontecendo em outras partes do território alagoano. E a Braskem paga o pato. O tempo vai confirmar. Quero ver quem vai reembolsar a Braskem pelo valor astronômico conferido.
Mostrar mais comentários