Terça, 18 de Junho de 2024
25°

Tempo nublado

Maceió, AL

Geral Reivindicações

"Ser artista em Maceió não é massa": grupo protesta e cobra do prefeito JHC cachês atrasados

Trabalhadores da cultura realizaram protesto em frente à prefeitura

11/06/2024 às 14h25
Por: Julita Bittencourt Fonte: Cadaminuto
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Cadaminuto
Foto: Reprodução/Cadaminuto

A Prefeitura de Maceió voltou a ser alvo de protestos por conta de pagamentos atrasados. Desta vez, na manhã desta terça-feira (11), um grupo de artistas e trabalhadores da cultura reinvidicaram, na porta do Executivo Municipal, no Jaraguá, a falta de compromisso da gestão do prefeito JHC para com eles.

Os manifestantes utilizaram cartazes para criticar a falta de políticas públicas voltadas para os artistas locais. “Ser artista em Maceió não é massa”, dizia um dos cartazes.

Segundo os organizadores do ato, os cachês atrasados, bem como os valores dos projetos selecionados pela Lei Paulo Gustavo (LPG).

Eles também reivindicam a criação do Conselho Municipal de Cultura, com a reedição do decreto nº 9.760/2024, publicado com cláusulas antidemocráticas e autoritárias.

Por meio de nota enviada à imprensa, a Secretaria Municipal de Cultura e Economia Criativa (Semce) informou que, quanto aos atrasos da Lei Paulo Gustavo, os processos estão seguindo o fluxo de procedimentos internos para execução dos pagamentos. 

A pasta ressaltou, ainda, que mantem diálogo com o Ministério Público Estadual (MPE) para avaliar a legalidade da concessão do pleito que visa a paridade no Conselho Municipal de Políticas Culturais (CMPC). 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários