SMTT lacra treze ônibus da empresa São Francisco durante fiscalização

Após uma operação realizada, nesta quarta-feira (22), pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), treze ônibus da empresa São Francisco foram lacrados. Os veículos apreendidos estavam com a idade acima do que é permitido pelo edital de licitação do transporte público da capital.

De acordo com informações da SMTT, os ônibus lacrados estão retidos na garagem da concessionária e não poderão mais circular pela cidade. Além disso, eles serão monitorados pelos fiscais do órgão através do sistema de georreferenciamento e, caso seja identificado que os coletivos voltaram a trafegar na malha viária da capital, eles serão autuados e lacrados novamente.

“A SMTT continuará intensificando as fiscalizações nos terminais de ônibus e nas garagens de todas as empresas que fazem parte do SIMM para identificar e coibir qualquer tipo de irregularidade que venha comprometer a segurança e a mobilidade dos passageiros do transporte público de Maceió. É importante reforçar que a população também pode ajudar nas fiscalizações, denunciando qualquer de irregularidade nos coletivos através do Disque SMTT, no número 118”, explicou Alexsandre Serafim, assessor técnico de Transportes da SMTT.

Durante as ações fiscalizatórias do órgão, além da idade máxima dos coletivos, também continuarão sendo vistoriados o mau estado de conservação dos veículos, higiene, funcionamento dos elevadores de acessibilidade, qualidade do para-brisa, dos assentos, das cigarras de acessibilidade, e se os extintores estão dentro do prazo de validade.

Mais fiscalização

Na noite da última terça-feira (21), as equipes da SMTT retornaram à garagem da empresa Veleiro e lacraram outros seis ônibus que estavam com a idade acima do que é permitido pelo edital de licitação do transporte público de Maceió.

A medida foi tomada após os fiscais do órgão terem recebido a denúncia de que concessionária teria alterado o layout e a numeração dos veículos sem a autorização da Superintendência.

Frota reserva

Em nota, a empresa São Francisco informou que os veículos lacrados fazem parte da frota reserva e que irá realizar um levantamento interno para verificar as causas dos lacres. 

Ainda segundo a empresa, a ação da SMTT não irá atrapalhar a operação das linhas e nem deixará a população desassistida. “Outro fato importante é que a empresa adquiriu novos veículos, que devem chegar a Maceió no início do próximo mês. Enquanto isso, a operação da empresa São Francisco segue dentro da normalidade”.

*Com informações da assessoria de comunicação da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT)

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Conteúdo relacionado