Maceió comemora 204 anos nesta quinta-feira (05)

 

Maceió comemora 204 anos nesta quinta-feira (05), e os historiadores e professores universitários, Álvaro Queiroz e Cláudio Jorge, estiveram em nosso estúdio para falar da história da capital alagoana e seu processo de independência de Pernambuco.

 

A cidade teve sua origem em um antigo engenho de açúcar, seu desenvolvimento teve início com a chegada dos navios, que atracavam no porto de Jaraguá, o mesmo porto foi utilizado para exportação de açúcar, madeira, coco, couro e mais algumas especiarias. Com o crescimento, em 1815, o povoado do engenho tornou-se Vila e devido a prosperidade do lugar, em 1839 Maceió passou a ser cidade e capital de Alagoas.

 

“Hoje é o dia da emancipação política de Maceió. O povoado pertencia a então Vila de Santa Maria Madalena da Lagoa do Sul, ou simplesmente, Vila de Alagoas do Sul, que hoje é o município de Marechal Deodoro. Quando no dia 5 de dezembro de 1815, Dom João XI, através de decreto, eleva Maceió à vila, a tornando autônoma e com governo próprio” explica Álvaro.

 

O nome Maceió vem do Tupi, os índios que viviam na região chamavam o lugar de “MAÇAYÓ” ou “MAÇAI-O-K”, que significa “o que tapa o alagadiço”. O lugar era abundante em beleza e águas que formavam um espetáculo da natureza. Quando os portugueses chegaram, traduziram o nome para Maceió. “Maceió também é a cidade filha das luzes. Historicamente, a cidade foi um ponto estratégico de centralizar o poder português na época”, ressalta Cláudio.

 

Após a vila ser agraciada com o ato simbólico de transferir o baú do Tesouro da Província, continuando o processo de desenvolvimento do local, Maceió veio a se tornar a capital da Província das Alagoas, especificamente em 9 de dezembro de 1839, mediante a edição da Resolução Legislativa nº 11.

Deixe um comentário