Alagoas tem aumento de 67% na negociação de dívidas durante a pandemia

Segundo dados de um levantamento realizado pela Quite Já, uma plataforma de recuperação de crédito na facilitadora de pagamentos e pendências em âmbito nacional, Alagoas registrou um aumento de 67% no percentual de negociação de dívidas.

Esse resultado, mesmo em um tempo de período atípico que estamos vivendo durante a pandemia mundial de covid-19, pode significar uma resposta positiva para a economia local.

Sobre esse panorama, Luiz Henrique Garcia, CEO da Quite Já, fala mais acerca do cenário da busca por negociações no estado.

“Os índices em Alagoas surpreenderam positivamente, sendo maiores que a média nacional, mostrando assim uma tendência maior de aquecimento da economia local. Isso se deve a busca das pessoas em alternativas de possibilidades de negociação apresentadas”.

Entretanto, é imprescindível que haja condições acessíveis para entrada e parcelamento, possibilitando a continuação do contrato.

Garcia analisa que a circulação de dinheiro, atualmente, foi direcionado e bem utilizado em prol da reorganização financeira:

“Sem dúvida existe uma parcela da população que aproveitou essa renda extra que foi apresentada para buscar alternativas de negociação. O momento é favorável para aqueles que não foram tão diretamente atingidos pela crise. Além do que, houve boas condições de negociação nos últimos meses, trazendo uma boa nova possibilidade para a população”.

Segundo ele, de forma geral, os bancos e redes varejistas têm realizado uma grande flexibilização em busca da população nessas negociações.

“Claro que as pessoas, no primeiro momento de uma crise, tendem a tomar um pouco mais de cuidado no consumo, fazendo de forma controlada. A tendência é que uma maior quantidade de pessoas se aproximem na procura deste tipo de negócio”, finaliza.

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Conteúdo relacionado